golpes do inss

Conheça os golpes mais comuns do INSS e saiba como se prevenir

Conhecer os golpes do INSS mais comuns contribuirá para que você identifique alguma tentativa de fraude e não tenha problemas com as consequências que isso traz.

Muitas vezes, os criminosos se apoderam de seus dados pessoais para realizarem compras, falsificarem documentos, entre outras atitudes que certamente trarão dores de cabeça para resolver a situação.

Ao ficar por dentro de quais são essas atividades e como elas ocorrem comumente, você consegue identificar características desses golpes. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para explicarmos os golpes mais comuns, como ocorrem, além de dicas para evitar esse tipo de problema.

Continue a leitura e saiba mais!

Quais são os golpes do INSS mais comuns?

Reagendamento de perícias do INSS

A pandemia da Covid-19 afetou diferentes setores, com a necessidade de adiar eventos e atividades que já estavam marcadas. No INSS, não foi diferente.

As perícias agendadas até a data de início da pandemia precisaram ser remarcadas — e os criminosos, cientes da ligação feita pelos profissionais, passaram a ligar para os segurados visando obter dados e informações sensíveis dos segurados.

Porém, aqui é simples identificar quando se trata de uma tentativa de golpe. A ligação de um servidor serve unicamente para avisar ao segurado sobre a perícia, quando ela provavelmente vai ocorrer e também para tirar dúvidas da pessoa.

Caso precise de alguma informação, ela nunca vai ser fornecida por meio do telefone, mas sim pelo site ou pelo aplicativo “Meu INSS“.

Promessa de valores

Muitas vezes, criminosos entram em contato com os segurados informando que há um valor para que ele possa receber. Porém, para o recebimento, é preciso realizar o pagamento de uma taxa, na conta bancária determinada.

No entanto, em nenhuma hipótese o INSS solicitará o pagamento de taxas por depósito bancário para a liberação de dinheiro. Afinal, se trata de um direito que a pessoa tem.

Benefício bloqueado

Esse golpe lembra bastante o de remarcação de perícia. Aqui, o estelionatário entra em contato afirmando que o benefício está bloqueado, sendo necessário fazer a liberação no sistema. Porém, para que ela seja de fato concretizada, é preciso conter as informações principais do segurado.

Nesse momento, o criminoso aproveita para pegar todos os dados possíveis da vítima. Identidade, CPF, número do cartão INSS, dados bancários etc. são algumas dessas informações solicitadas. Com a posse desse conhecimento, eles têm a oportunidade de realizarem empréstimos, fraudar documentos e efetuarem compras.

Lembre-se sempre de que o INSS já conta com todas as suas informações — e dificilmente precisará de uma atualização. Como dissemos, caso isso ocorra, não será por telefone.

Link com mensagem falsa

Existe um tipo de mensagem na internet que se chama phishing. Trata-se de uma alteração da palavra inglês “fishing”, que significa pescaria.

Nesse tipo de golpe, é enviado para a vítima um link destinado a uma página que parece ser verdadeira e com toda a identidade visual do que eles querem representar. Porém, é uma armadilha para que a pessoa coloque, ali, todos os seus dados pessoais.

Por essa razão, se receber qualquer tipo de link em mensagem por WhatsApp ou e-mail, desconfie. Os criminosos entram em contato afirmando que necessitam atualizar os dados cadastrais, mas querem mesmo é tomar posse de seus dados, assim como nos golpes apresentados mais acima.

Como se prevenir de golpes do INSS?

Agora que você já conhece os golpes do INSS mais comuns, explicaremos dicas práticas de como se prevenir. Confira!

Sempre mantenha seus dados atualizados

Em todas as plataformas do INSS, sempre mantenha seus dados atualizados. Você pode fazer essa mudança no aplicativo Meu INSS e também pelo telefone 135.

Dessa forma, se acontecer qualquer tipo de contato solicitando essas mudanças, você estará ciente de que não há necessidade da atualização, uma vez que os dados que constam lá são verídicos.

Se houver ligação solicitando seus dados pessoais, nunca passe. Desligue a ligação e bloqueie aquele número imediatamente.

Saiba os canais oficiais

Se o INSS precisar entrar em contato por SMS para informar algum ponto importante, será pelo número 280 41. Porém, ele jamais enviará nenhum tipo de link ou fotos.

Canais oficiais

Você só deve utilizar canais oficiais para atender às solicitações do INSS. Por essa razão, indicamos sempre que tenha em seu celular o aplicativo Meu INSS, uma vez que, de forma rápida e prática, você consegue ter acesso aos principais requerimentos, aos documentos, entre outras informações.

Se você precisar ligar para a Central 135, não se preocupe com a Helô: trata-se da assistente virtual do órgão. Ela vai pedir as suas informações apenas para confirmar a identidade e prosseguir com o atendimento.

Fui vítima de um golpe do INSS: e agora?

Se você foi vítima de um golpe do INSS, precisa seguir alguns passos importantes para se precaver de qualquer tipo de problema. Primeiro, ela deve ser denunciada no site do Ministério da Economia, na ouvidoria do setor, além de realizar a denúncia por meio do 135.

Além disso, principalmente para casos em que você transmitiu os seus dados para o estelionatário, é preciso realizar um boletim de ocorrência que comprove essa situação. Nesse sentido, qualquer gargalo que envolva seu nome, você terá como prova que já recorreu aos órgãos oficiais para registrar o ocorrido.

Por fim, depois de realizar essas questões mais burocráticas, também é indicado que você verifique todas as contas bancárias e entenda se os valores presentes nela não foram alterados. Analise, ainda, se há algum tipo de transação desconhecida ou compra efetuada sem o seu consentimento.

Neste conteúdo, você pôde entender quais são os golpes do INSS mais comuns, dicas para se prevenir e o que deve ser feito caso passe por alguma situação parecida.

O ideal é que, além de ficar por dentro de todas essas possíveis fraudes, que avise também aos seus familiares mais próximos, principalmente as pessoas mais velhas (que são as vítimas “preferidas” dos estelionatários). Assim, elas também conhecerão as características dos criminosos e saberão acionar outras pessoas caso ocorra algum problema.

Gostou do material? Compartilhe esse conhecimento com a sua rede para que ninguém caia nos golpes do INSS.

Compartilhe

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.