• Londrina: (43) 3325-1291
  • Curitiba: (41) 3013-6291
  • Telêmaco Borba: (42) 3272-6255
  • Apucarana: (43) 3122-1010
  • Maringá: (44) 3029-6283
  • Tamarana: (43) 3398-1143
  • WhatsApp: (43) 99830-2514

Qual o momento ideal de procurar ajuda profissional para planejar a aposentadoria?

As novas regras para aposentadoria poderão entrar em vigor em um futuro próximo, se aprovadas no Congresso Nacional. Com a possibilidade de alteração, muitas pessoas ficam inseguras e com dúvidas sobre quando e se conseguirão se aposentar.

Diante deste cenário, no post de hoje, vamos falar sobre os momentos ideais de procurar ajuda profissional para planejar a aposentadoria, de forma que os trabalhadores possam se sentir mais seguros em relação aos seus direitos.

Dúvidas acerca do tempo de contribuição

Nas regras atuais, a soma da idade e do tempo de contribuição precisa atingir 85 (mulher) ou 95 (homem) pontos, caso o trabalhador queira se aposentar com o benefício integral, sem incidência de fator previdenciário. É a chamada regra 85/95, que é diminuída em 5 pontos em algumas situações especiais.

Apesar de parecer simples pensar nessa soma, a grande dificuldade dos segurados é conseguir reunir todos os documentos para provar o tempo de contribuição junto ao INSS. O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) é o documento mais importante para o trabalhador, e deve ser acompanhado frequentemente para conferir se o empregador efetua corretamente o recolhimento das contribuições de sua responsabilidade.

Qualquer erro de dado no CNIS ou no INSS impedirá a concessão da aposentadoria, e, por isso, é importante contar com o auxílio de um profissional para mapear toda a situação acerca do tempo de contribuição e dos meios de prova, sendo que, em alguns casos, é preciso, inclusive, recorrer à justiça para reconhecer tal tempo.

Cálculo do salário de benefício

Você sabia que o momento em que é pedido a aposentadoria influencia diretamente no valor do salário de benefício que receberá? A mera ligação, feita para agendar atendimento na Previdência, com o objetivo de dar entrada no pedido, é o fato em que o INSS se baseia para enquadrar o caso nas regras da aposentadoria, determinando o valor.

Então, como saber o melhor momento? A solução é simples: com a ajuda profissional para planejar a aposentadoria. O advogado fica responsável por simular vários cenários de cálculo do benefício, conforme suas condições de trabalhador.

Um cenário, por exemplo, que pode acontecer é um trabalhador que ainda não atingiu os 100% de integralidade (pontuação da regra 85/95), mas que sua aposentadoria seria maior do que seu salário líquido, considerando os descontos de alíquota de contribuição ao INSS.

Profissional com mais de um trabalho

Para quem exerce suas atividades em vários locais, a contribuição ao INSS (trabalhos na iniciativa privada) pode superar o teto, ou pode ocorrer a acumulação da contribuição ao regime geral com a contribuição ao regime próprio de servidor público. Gerenciar os documentos dos dois trabalhos (guias e carnês de recolhimento) durante os anos pode se tornar tarefa difícil.

Para diminuir as chances de erros nessas situações, contar com a ajuda profissional para planejar a aposentadoria pode ser a melhor saída. A escolha de um bom advogado é essencial para simplificar o processo e auxiliar na análise do melhor momento para requerer a aposentadoria, bem como fazer os cálculos.

Prova de tempo de contribuição, ocasião certa para ter o melhor salário de benefício e complexidades de jornada dupla são situações que indicam o momento ideal de procurar ajuda profissional para planejar a aposentadoria.

Não deixe que o desconhecimento prejudique sua tranquilidade. Estamos à disposição para tirar suas dúvidas, entre em contato conosco e até a próxima. 

Compartilhe

Inscreva-se na nossa newsletter!

Artigos relacionados

All articles loaded
No more articles to load