O momento de preparação para a aposentadoria pode ser bom, pelo relaxamento que está por vir, mas também pode trazer muitas preocupações, afinal, antes de realmente receber o benefício, é preciso passar por diferentes etapas.

Um dos primeiros passos para dar início na análise da aposentadoria é obter o CNIS, pois através dele é possível verificar qual é o tempo de contribuição que o segurado tem ao longo da sua vida laboral e assim realizar a simulação da contagem.

Posteriormente, o segurado deve reunir todos os documentos necessários para dar entrada no benefício. Você precisa de um documento de identificação válido e com foto, do número de CPF, da carteira de trabalho e dos carnês ou outros documentos que comprovem a contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em seguida, sendo necessário, o contribuinte deve providenciar documentos que comprovem atividades exercidas em meio rural, urbano, especiais ou insalubres. Assim, com os documentos confirmados, é feito o agendamento da Aposentadoria no INSS e, na data estipulada, o protocolo será realizado com a apresentação dos documentos.

O INSS pode abrir exigência para a apresentação de documentos que entendem necessários para a análise do pleito. Feito o pedido, o INSS tem o prazo de 45 dias para apresentar a resposta, com a concessão ou não do benefício.

Com o indeferimento, o segurado poderá apresentar o recurso administrativo, ou à Junta de Recurso do Conselho de Recursos da Previdência Social, ou então pleitear a sua aposentadoria na Justiça.