Guia de siglas do INSS no CNIS

O Extrato previdenciário, denominado Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), é uma relatório que apresenta todas as contribuições feitas à Previdência Social constantes no cadastro individual. No entanto, ele é composto por várias siglas que as vezes dificultam a compreensão deste extrato, assim, para facilitar a vida dos beneficiários, preparamos esse guia com todas as siglas do INSS no CNIS, começando pelas mais comuns. Confira!

PREM-EXT

É uma das siglas que mais aparece no CNIS. Ela quer dizer que a remuneração da competência do contribuinte individual (prestador de serviço) é extemporânea. Em geral, acontece quando há pagamento atrasado, por isso, deverá provar o desempenho das atividades neste período.

PEXT

Quer dizer “pendência de vínculo extemporâneo não tratado”, o que significa que o vínculo é extemporâneo e não será computado no cálculo. Isso pode acontecer quando o empregador deixa de pagar o INSS ou quando ocorre mudança de CNPJ da empresa.

AEXT-VI

Quer dizer “acerto de vínculo extemporâneo indeferido”. Em outras palavras, significa que ao tentar acertar o vínculo, houve indeferimento do INSS por problemas na documentação.  

IREC-LC123 e ILEI 123

Essas duas siglas significam recolhimentos pelo plano simplificado da Previdência, Lei Complementar nº 123/2006. ILEI123 indica contribuição de 11% sobre o valor do salário mínimo. Existem também a IREC-LC123-SUP, que indica contribuições recolhidas com código da LC nº 123, mas com valor superior ao salário mínimo.

AEXT-VT

Quer dizer “acerto de vínculo extemporâneo validado totalmente”. É a sigla que traz mais tranquilidade ao beneficiário, já que significa que o período extemporâneo foi validado totalmente.

IREC-INDPEND

Esta sigla sinaliza a existência de pendências na contribuição. Não há como saber com exatidão a irregularidade ou a pendência, sendo preciso procurar o INSS para regularização.

IEAN (25)

IEAN significa exposição a agente insalubres. IEAN (25) se refere à exposição do grupo de 25 anos. Mas a sigla pode variar em IEAN (20), referente ao grupo de 20 anos e IEAN (15), referente ao de 15 anos. Considerada individualmente, a sigla não é prova plena da atividade especial.

IGFIP-INF

A sigla IGFIP-INF significa indicador de “GFIP meramente informativa”. Apesar do INSS possuir uma indicação da guia de recolhimento, o período não está comprovado automaticamente, sendo necessário comprovar a atividade por meio de provas documentais.

IMEI

Quer dizer contribuição previdenciária realizada por “microempreendedor individual”. Ela é feita com base na alíquota de 5% sobre o salário-mínimo. É uma sigla informativa, assim como a ILEI123, possuindo o mesmo efeito (não computa o período para a aposentadoria por tempo de contribuição, salvo complementação).

Outras siglas do INSS no CNIS

Existem outras inúmeras siglas do INSS no CNIS, como:

  • IREC-CIRURAL: recolhimento realizado com código de contribuinte individual rural sem homologação.

  • IREC-FBR: recolhimento validado do segurado facultativo de baixa renda.

  • AVRC-DEF: acerto de vínculo extemporâneo deferido.

  • PADM-EMPR: a admissão do trabalhador foi anterior ao início da atividade do empregador.

  • PEMP-CAD: falta de informações cadastrais do CNPJ ou CEI

  • PREC-COD1821: pendência no período de contribuição em que o beneficiário exerceu mandato eletivo.

  • PREC-CSE: períodos de contribuições do segurado especial sem a devida comprovação.

  • PREC-FBR: recolhimento do segurado facultativo de baixa renda não foi validado ou homologado.

  • PREC-FBR-ANT: recolhimento do facultativo de baixa renda anterior às competências de 09/2011. Essas contribuições não serão válidas, pois essa forma de contribuição passou a vigorar após 09/2011.

  • PREC-LC123-ANT: recolhimento com código da LC 123 anterior à competência 04/2007

  • PREC-MENOR-MIN: recolhimento realizado inferior ao valor mínimo.

  • PREC-PMIG-DOM: recolhimento realizado como empregado doméstico sem vínculo empregatício e sem a comprovação do trabalho doméstico.  

  • PRECFACULTCONC: recolhimento ou período de atividade de contribuinte facultativo concomitantemente com eventos que descaracterizam a condição de segurado facultativo. Ex.: contribuições em outras categorias, benefício previdenciário por incapacidade ativo.

  • PREM-EMPR: remuneração antes do início da atividade do empregador

  • PREM-FVIN: remunerações após o fim do vínculo de trabalho, que não serão computadas para o tempo de contribuição.

  • PREM-RET: indica a remuneração de prestador de serviço declarada em GFIP desconsiderada para previdência por ser anterior a 04/2003 ou não possui a declaração do campo “valor retido” se posterior a esse período

  • PVIN-IRREG: pendência de vínculo irregular (INSS não tem certeza sobre sua validade), que não serão considerados na concessão do benefício.

Agora que você sabe o significado das siglas do INSS no CNIS, fica mais fácil para entender seu extrato previdenciário, mas caso tenha alguma dúvida, escreva pra gente pelos comentários para que possamos ajudá-lo e até a próxima. 

 

Powered by Rock Convert
Compartilhe

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.